Assinatura RSS

Bem estar preocupante.

Em parte, até fico feliz de ter deixado esse cantinho sem ser atualizado por tempo. Outrora enquanto passava por situações nada agradáveis, tinha muito o que escrever. “Acabou-se a paixão, acabaram as ideias, acabou a concentração, acabou-se a vida”. Foi o que passou na minha cabeça nos primeiros momentos de vaga solidão (quando a ficha caiu, óbvio).

“Não deixe que sua felicidade dependa dos outros” disse alguém para mim um dia. Levando isso em consideração, temos muito o que refletir. Nunca fui alguém que ligasse para essas coisas de namoro, assim também como nunca tinha chorado por alguém antes em minha inteira vida, e é por isso que digo que mudaras tanto minhas concepções e pensamentos. Fizeste de mim uma pessoa nova em dezenas de aspectos, e quando dizes “Obrigado”… Só tenho a agradecer.

Eu estou bem, e isso não faz sentido. Queria bastante lhe ter ao meu lado, mas estou bem. E isso me preocupa. Gostava tanto, mas tanto, muito mesmo! Algo insaciável, indescritível, inimaginável, bom, perfeito. Uma droga que consumia minha inteligência e noção de tempo ao ser tocada, coisa do louco. Doce… doce êxtase. Um delírio que gostaria de provar mais uma vez, porém, não como antes.

Quero… Mas não quero. E se não devo gostar-lhe, não quero deixar.

“E o frio retorna enquanto padece a alma num bem estar preocupante”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: