Assinatura RSS

Arquivo do mês: outubro 2010

Aquele

rs

Anúncios

Daria uma chance a quem te ama, mesmo gostando de outra pessoa?

Sim. Oportunidade é tudo que precisamos, e quem sabe se desse modo conseguiremos achar a pessoa certa? Porque normalmente nos apaixonamos pela pessoa errada. A mais errada e supostamente "perfeita" possível.

Seja Imprevisível :P

E vou esvaziando…

Me encontro num estado estranho de uns tempos para cá. Costumava ter rápido raciocínio, aquele tipo de pensamento ligeiro para fazer uma piada infame, ou usar dessa vantagem minha lábia. Passei por tantas situações nesse ano que não sei mais fazer o que costumava fazer com perfeição e sem esforço, automático.

Bizarro, personalidades em conflito? Não, tenho apenas uma cara e ela não é máscara para se usar. Não sirvo de exemplo para ninguém, sou fraco aos assuntos mais importante da vida, do que vale todo esforço se nem a isso conseguia resistir?

Mudei muito. De mal para péssimo, de bom para melhor, tudo é relativo. O que importa que hoje eu não sou o mesmo de ontem, não serei o mesmo amanhã, nunca. Todo dia está valendo a pena, por menor que possa ser o motivo, não caio mais em papos. Fixo pensamento, não há mais aquela interferência nas minhas ideias.

E, na verdade, Eu só quero fazer parte do backing vocal e cantar o tempo todo shoobeedoodaudau.

Adiante!

Meu passo a frente

de você.

10,000.

Comecei a usar o twitter em Março deste ano, mais precisamente por causa de algumas amigas minhas, contudo o tenho desde 2009. No começo, era aquela coisa chata de “estou fazendo isso, estou fazendo aquilo, hora de fazer isso”. Pra mim era pura inutilidade e perda de tempo até descobrir que podia fazer ali o óbvio: conversar com ninguém, com todos e comigo ao mesmo tempo.

Tinha uma amiga que me seguia lá, ela tinha treze mil tweets e uns quebrados, achava meio absurdo alguém colocar tanta coisa, inútil, útil, o que for, é demais. E hoje estou apenas pouco atrás dela, com 10,000 mensagens enviadas.
Não acrescenta nada na minha vida ter, 1.000, 10.000 ou um milhão de tweets. 1 ou dez mil seguidores, pra mim não faz a menor diferença.

Contudo, fico feliz que pelo menos uma pessoa deve ter lido uma das minhas mensagens. Dentro dessas 10,000 besteiras postadas, pelo menos uma pessoa deve ter visto pelo menos um dos meus lamentos, xingamentos, risadas, piadas e as “profanadas” DSAIHSADU!

Acho que é a única coisa que acrescenta a mim é isso, o fato de não ter deixado nenhum momento passar em vão. Pelo menos alguém viu, isso registra um acontecimento. Tirar da cabeça e colocar no papel, o meio mais fácil e mais útil de se livrar de pensamentos, fiz muito, não me orgulho, também não me arrependo, ficaria ótimo sem ter lamentado muito naquele lugar… mas foi bom.

Prometi largar o Twitter quando chegasse aos 10,000. Bom, falar é fácil pois estou com 10,140 agora mesmo. Talvez seja um vício, mas é ótimo para a alma. Você está conversando o tempo todo, não para. Tem sempre alguém para ler o que está dizendo. As vezes escrevo tweets indiretamente para as pessoas, mas na maioria das vezes não importa quem vai ler, é apenas o que eu estou pensando. Comentem, deem risada, chorem comigo, sintam-se bem, gritem, explodam, e até xinguem muito no twitter! Faz um bem maravilhosos pra cabeça.

#nowplaying The Answer Lies Within – Dream Theater

Cansei

…De ser compreensível,
…De ser preocupado,
…De ser apenas mais um,

…De ser otário.

O mundo ali dentro

Olhos são como prisões sem celas.
Parecem fácil de se escapar mas a liberdade está tão distante quanto o fim de um gigantesco abismo

Talvez não tenha passado por isso ainda, mas você sabe quando se apaixona por alguém apenas por olhar em seus olhos. Não tem como escapar, inevitável. Começa a conversar, começa a discutir e talvez até a namorar. Maravilhoso encanto de uma paixão… amor.

Amor a primeira vista? Talvez sim, não precisei conhecê-la para saber que era alguém diferente dos outros. Admirava sua notável de agitação, como seu sorriso aparecia em seus frágeis lábios, na sua voz que ecoava pelos ouvidos e também pelo seu jeito delicado em se aproximar das pessoas.

“Oi”. Joelhos sem força perante o olhar caramelado de uma mulher. O chão não existia mais sobre meus pés, o encanto… “Oi”.

Bastou para prender-me, talvez para sempre, numa emoção indescritível e muito semelhante a um verdadeiro “Eu te amo”.

Contudo, todo abismo tem seu fim, e quem sabe nos resta uma chance de chegarmos a liberdade? Ou talvez eu prefira cair eternamente perdido nos brilhos de teus olhares castanhos. E sem fim.

Já reparou no jeito dos olhos de alguém? Se quiser se apaixonar, comece. Meu detalismo agiu primeiro.

%d blogueiros gostam disto: