Assinatura RSS

Digite um título aqui…

Decepção, ousadia e criatividade. Hoje, a vida se resume nisso.
Meus olhos fraquejam a medida que escrevo ao som de fundo dos créditos do filme A Múmia 3, mesmo assim, eles sempre continuam atentos a novidades; e estes não falham nunca. Ou quase nunca.

Preferia ser ingênuo e ignorante ao invés de ter o costume de supor coisas. Sabe aquele estalo que você sente ao ver ou ouvir algo? O famoso “cair da ficha”? Ótimo, é disso que estou falando. Eu vejo as coisas e começo a ligar as frases, os horários, as pessoas e as sensações. Tudo num mísero instante sem esforço algum, péssimo! Automatico e terrível, contudo revelador. E, hoje, triste.

Ilusão, acreditar ou não? Acho que a questão não é essa… Permitir-se viver numa. Não estou falando de mim, também que eu não me encaixe, todos nós temos utopias tentadoras, sonhos supostamente distantes e impossíveis de se alcançar. Realidade, quando essa encontra com a utopia, o prazer se torna inestimável em qualquer oportunidade destas colidirem com você, juntas.

Hoje pensei em muita coisa. Desde o meu corte de cabelo que mudou pra caralho desde o começo do ano pra cá até por que constelações estrelares existem. Calor desgraçado, não? Narinas secas, olhos ardentes, talvez por causa do computador, e garganta raspando; sinto meu nariz trancando junto aos estalares do meu ouvido toda vez que engulo saliva, isso é péssimo. Sinal de gripe em pleno verão, porra, será que eu mereço?

Bom, a vida é engraçada. Terrível. Maravilhosa. Entendiante. E sabe o que é mais interessante? Não depende de você. Você tem vontade, você tem aquele vigor mas te deixam na mão. Do que adianta usar as oportunidades se elas não te trazem retorno? …Ah, sim. Elas te trazem um retorno que você não quer ver. Está cego, surdo, estático porém não mudo, pelo contrário, afiado como navalha para rebater qualquer palavra que vá contra o que pensa. O óbvio ignorado, depois visto e rejeitado. Bom, a vida é engraçada, a gente fica bravo e vem escrever aqui.

Como se fizesse diferença.

Por que ainda há sinais? Por que será que ainda tento escavar alguma coisa? Finjo não entender, prefiro que seja objetivo e direto como um sorriso ou um soco na cara.

Na realidade, para mim, faz. Mas não muda a realidade; só minha utopia que cada vez mais se distancia da realidade da vida. E… Lá no fundo, eu talvez goste disso.

Vejamos o que o tempo me reserva, e se assim padecer, tomare que eu tome vergonha nessa minha cara e pare de ser idiota.

… Lá no fundo, liberté.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: