Assinatura RSS

Arquivo do mês: maio 2011

Publicado em

O cúmulo

Publicado em

da verdade.

Não todas… só as legais.

Publicado em

Faz tempo que não venho falar aqui sobre a rotina. É sempre um trecho de música, uma imagem, um vídeo; de vez em quando são crônicas, até contos rápidos e sem sentido. Sempre uns versos, algumas estrofes, uma desculpa… não é de propósito, é mais preguiça, mesmo.

Doze dias sem escrever nada? Está ótimo pra quem não conseguia passar um dia sem dizer ao menos uma palavra aqui. Guardar alguns segredos pra si faz bem, largar o refúgio. É bom ter um pouco mais de paciência e pensar claro na hora certa: vamos brincar com a fortuna .

Quem disse à estrela
Que ela há-de seguir o céu?

O que faz um ser humano inteiro?

Nictígamo

Publicado em

Tumblr_li44p4cp4l1qb6sroo1_500_large

O espelho da noite era diferente hoje; a cor do céu escuro não era azul, mas o reflexo laranja das luzes do subúrbio. Até a Lua apareceu ontem, mas não chamara a atenção de ninguém. Provavelmente, o único a perceber os brilhos no céu aberto e suavemente estrelado.

Um olhar ao horizonte vedado por nuvens de neblina seca, visão impedida e atada sem ter como fugir. O barulho dos carros preenchia o vazio dos ouvidos, o nariz gelado trazia sensação de conforto, e a carta estava lá, jogada, esquecida, triste, em cima da mesa.

Já houve corações e ouros, mas não foram arriscados; bastou um outro sozinho para dar risada e se afogar na dúvida, logo em seguida. Gostoso, mesmo, é sentir a pele gelada durante a noite; o cobertor esquentando as pernas enquanto o rosto junto ao tórax sentem a bondade do vento da madrugada.

Foi como embaralhar tudo errado. Deixá-la cair, chegar perto e pegar uma por uma. Quanto mais juntava, maior ficava o monte: o maço cresciatr trazendo mais anseio. No final, quando termina-se de juntá-las todas, não aconteceu nada.

Se quer lembrava qual era a primeira carta que sustentava todo o monte. Curioso, segurou firme o maço e olhou a base do baralho;

Não passava de uma piada.

continue passando

Publicado em

i don't know

IT’S FOUR IN THE MORNING,

You got
one
more
chance

to die.
LIKE BEAUTIFUL STORIES,
THE GREATEST CHAPTERS FLEW RIGHT BY.

i know why you’re running away
♫ 4:00 AM

Draw with me.

Publicado em

Please, never.

Publicado em

%d blogueiros gostam disto: