Assinatura RSS

Diga-se de passagem.

Publicado em

Vamos aprender.

Deixar de lado toda enrolação, qualquer lição ou treinamento. Sentir escorrer o fervor do sangue correndo pelas veias e dilatando os vasos sanguíneos prontos para estourarem em busca do êxtase humano. Parar por um segundo para enxergar no horizonte os raios de sol sumindo entre as montanhas enquanto a lua envolve a aurora com sua luz que transforma a pouca névoa em perigosa fonte de inspiração.

Provar o gosto da noite nos quentes lábios carnudos. Coração puro, e nada ingênuo, pulsando forte a arritmia descontrolada de seus movimentos no calor da pele branca e macia tremendo de ambição. As longas e tentadoras pernas dançando no tablado, convidando outro par a se juntar àquela ostentação fascinante…

Mais.
E Mais.

O inverno que é quente. Perdido, e domando curvas de uma selvagem… sobre-humana… Diga-se de passagem, está bom demais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: