Assinatura RSS

Cartas para Capitu

Valha-me a tristeza de todos os dias quando não se tem o que mais deseja. Pois, então, faço dessa tristeza a coragem que move tamanha determinação, veículo único para degustar de minha tão querida glória! Ah, como o destino é bondoso com um reles mortal de alma perfurada como eu.

Como as noites são quentes! Antes fosse o tempo úmido da neblina serrana, o mesmo que me traz inspiração para essa carta… É mentira. escrevo hoje pela vista do livro de capa verde, o mesmo que nunca prestei-me a ler e que também nunca o farei. Até mesmo porque ler um livro sem recomendações não é algo muito gratificante, onde está a essência de ter ideias sobre uma divertida obra sem ter com quem debatê-las depois?

Mau imaginar que tenhas levado o livreto para longe consigo, suspeitar que ele está enterrado, guardado em seu esquecimento não me anima, de fato. E, mais uma vez, é mentira. Deixei nas mãos da fortuna arcadiana a resposta para minha pergunta, mas a solução sempre esteve perto de mim… Por que sei que você o vê todos os dias.

Um belo lembrete nesta brevíssima terceira carta:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: