Assinatura RSS

Oi, gosto de você

Você. É, você. Gosto de você. Gosto de você conversando comigo, me contando seus segredos, as coisas improváveis que acontecem no dia-a-dia e dos olhares que fogem às suas encaras. Gosto da sua vista perdida, dos seu rosto refletido pelo sol, das suas palavras bonitas, gosto do seu gosto… E você?

Você, você mesma. Também gosto de você, gosto do seu rosto, das suas roupas, da sua risada tímida, acanhada e cheia de malícia. Até gosto do seu medo! Gosto das suas mãos pequenas e de seus dedos menores ainda, eu gosto do seu sorriso, da sua voz no meu ouvido. Gosto de ver você andando torto e de passar tardes perto de você. Mas de novo você…

Você… É. Você, minha querida sombra. Minha querida quieta. Minha querida querida. Bem silenciosa e muito bem distante. Bem feito. Gosto de você. Mas peco se dizer isso. Ainda peco só por mim. Ainda, também, só por você. É divertido. Uma brincadeira sincera e letal; eu só me aproveito. Eu desaproveito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: