Assinatura RSS

Um grito da Humanidade


We, humans, hope when there is no hope.
We believe when believing is idiotic.

Inspite of evertyhing, we prevail.

Anúncios

Let it out

Publicado em

Como era gostoso sentir o sol esquentando o rosto, o vento desarrumava de leve nossos cabelos, suas unhas acariciavam meu peito enquanto você olhava para mim deitada em meu colo, tão confortável, parecido com um molde exato feito só para seu descanso.

Um sorriso bobo, ela disse.
Eu ria…

Eu fui feliz.

(:

Publicado em

O vendedor de flores

Publicado em

Minha flor…

Há momentos

em que todas as portas se fecham

e sentimos não conseguir mais sorrir…

Mas se realmente tentássemos,

talvez muitas portas voltassem a abrir.

Então, sorria!

Mesmo que uma lágrima traga tristeza,

um sorriso vai te trazer muitas flores.

O vendedor de flores

 

 

Aquele frio na barriga…

Publicado em

…que, não mais que de repente, sinto quando te vejo <3

Eu discordo.

Publicado em

Quase anônima sorris
E o sol doura o teu cabelo
Por que é que, pra ser feliz,
É preciso não sabê-lo?

Pesadelo

Publicado em

Eu te amo

Que frio no peito.

Mesmo ocupado em limpar a lagrima que escorria pela bochecha, ainda dava pra sentir o frio no peito… Na barriga, em todo lugar. Um calafrio terrível que percorria a espinha vertebral incontáveis vezes a dezenas de quilômetros por hora.

Camiseta toda molhada e braços estendidos por cima dos meus ombros. Boca trêmula, nariz rosado… Mas não como de costume. Tanto tempo com a mão acariciando sua nuca que o perfume não saia dos meus dedos, teu cheiro misturado junto ao meu por mais uma noite, um doce aroma de paixão. Por mim, todas as noites.

“Feliz o destino da inocente vestal. Esquecendo o mundo e por ele sendo esquecida. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida, toda graça é alcançada…”

Não quero jamais deixar disso…                                             …me acorde.

%d blogueiros gostam disto: